Notícias

Blog Single Image
03
mar

Comissão de Mediação e Arbitragem Participa de Evento com Juiz Norte Americano


A Comissão de Mediação e Arbitragem da OAB/SJP, representada pelos advogados Evaldo Tybucheski, Valdirene Wischeral, Paulo Cesar Morch, Gabriela Schellenberg, participou da Palestra do Juiz Americano John Clifford, que tratou da importância da mediação no Brasil nos dias de hoje, pois com o excesso de processos e o numero reduzido de Juízes a mediação poderá colaborar com a excessiva demora na solução dos litígios.

Para John Clifford só existem três modos de melhorar a justiça: o primeiro seria adquirir uma tubulação maior, com mais juízes, a segunda seria tirar os problemas do tubo, leia-se judiciário e a terceira empurrar os casos para que passem de forma mais rápida, com a mediação e arbitragem.

O terceiro modo, pela mediação, seria a solução imediata para desafogar o Judiciário, porém ele reconhece que advogados e partes às vezes “torcem o nariz para essa prática”, mas diz que é papel do juiz estimular o uso. Segundo Clifford, é comum em seu país que os julgadores analisem previamente cada caso e recomendam que o processo vá para uma audiência de mediação.

Ele ainda considera fundamental que as partes participem diretamente dessas audiências e que seja garantida a confidencialidade das discussões. Na Corte de Apelações do 9º Circuito, onde atua, a taxa de sucesso dos casos mediados é de 90%, afirma. “Em termos práticos, mediados assumiram, portanto, a carga de trabalho de cerca de um e dois terços de juízes recursais.”

Ao final da palestra ressaltou que cada país deve encontrar a melhor forma de resolver conflitos. A mediação é justa e pode ser utilizada para resolver os problemas internos, basta começar.

 

Evaldo Tybucheski

Presidente da Comissão de Mediação e Arbitragem da OAB/SJP


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *