Notícias

Blog Single Image
08
fev

OAB São José quer Investigação de Captação Ilegal em Cartórios Extrajudiciais

A Dra Ilda Eloisa Correia de Moricz, Juíza da Vara de Família, Sucessões, Registros Públicos e Corregedora do Foro Extrajudicial de São José dos Pinhais, recebeu na quarta-feira, 07/02, o Presidente da Subseção, Jaiderson Rivarola e o Secretário Geral Adjunto, Guilherme Augusto de Araújo, para tratar sobre as denúncias de suposta captação ilegal de clientela em cartórios de tabelionato extrajudiciais. Outro assunto abordado foi a dificuldade nas nomeações dos dativos devido a recusa reiterada de advogados de outras regiões, ou da distância para as partes, sem dinheiro, se deslocarem até os escritórios para defesa e ou ingresso de medidas judicias.

 

A questão levantada pela magistrada sobre a advocacia dativa foi discutida no Colégio de Presidentes de Subseção, especialmente a possibilidade do advogado se inscrever para apenas uma Comarca, considerando as necessidades de cada região. A recusa dos colegas e as particularidades apresentadas serão levadas pelos diretores ao conhecimento da seccional.

 

Quanto a possível captação ilegal citada pelo Presidente, a magistrada disse que não havia registros de reclamações anteriores e pediu que a Ordem encaminhe ofício para instaurar abertura de sindicância. Jaiderson Rivarola informou que um advogado pediu sigilo e o procurou para agendar a entrega de nomes e documentos na sede da subseção, o que deve acontecer nos próximos dias. O Dr Guilherme acrescentou que as reclamações sobre esquemas de captação são antigos, mas não havia como comprovar. “teve muitos advogados que chegaram a procurar a Ordem e depois desistiram de denunciar.” afirmou.

 

A OAB São José quer a realização de investigação dos cartórios em todas as Comarcas de sua abrangência e esta preparada para receber provas e informações, motivo pelo qual manterá o nome de quem denunciar sob sigilo. Dessa vez o Presidente, com fundamento no Estatuto da OAB, fará a representação ex-oficio, considerando que a denúncia não pode ser anônima. “Pela nossa classe não podemos nos acovardar, seremos o nome de todos os advogados que quiserem denunciar.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *