Notícias

Blog Single Image
23
out

OAB São José lança Campanha Permanente pela Saúde da Mulher

Em comemoração ao Outubro Rosa, a OAB São José oficiou aos Secretários de Saúde dos Municípios de São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Tijucas do Sul, Agudos do Sul, Mandirituba, Pinhais e Piraquara, para que informem a estrutura de saúde voltada para a saúde da mulher nesses municípios. A OAB quer conhecer e cobrar melhorias nos serviços oferecidos pela saúde pública, tais como exames de mamografia, consultas, encaminhamentos e tempo de espera.

 

Para o Presidente da Subseção, Jaiderson Rivarola, o Outubro Rosa desse ano vai lançar uma campanha permanente de monitoramento e cobrança dos Municípios, Estado e União, de estrutura pública de saúde voltada contra o câncer de mama. “No Brasil temos datas que marcam o calendário e depois tudo é esquecido, questão de saúde é o ano todo. É importante o Outubro Rosa para conscientizar a mulher dos cuidados com sua saúde, mas queremos saber se os municípios possuem condições de atender, realizar consultas, e o tempo de espera para fazer exame e encaminhamentos para casos complexos.”

 

É essencial que todas as mulheres acima de 40 anos se submetam a uma mamografia uma vez por ano. Ela é o principal exame para detectar a doença”, destaca a mastologista Maira Caleffi, presidente da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, a Femama. Jovens com alto risco devem iniciar esse controle mais cedo, a partir dos 30. “Quem tem parentes de primeiro grau com a doença deveria, em alguns casos, fazer um teste genético para avaliar seus riscos”, sugere a médica. “Aquelas que fazem reposição hormonal há mais de cinco anos, as que tomam anticoncepcional, as que menstruaram pela primeira vez antes dos 12 ou tiveram menopausa tardia e, por isso, ficaram mais tempo expostas à ação do hormônio estrogênio também integram o grupo de risco e não devem se descuidar”, alerta o oncologista Auro del Giglio, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. (Fonte)

 

“Em dezembro de 2016 descobri, no auto-exame, um nódulo na mama direita, o que facilitou o tratamento e possibilitou a cura. Felizmente conto com plano de saúde, porém, conheci inúmeras pessoas que não possuíam e dependem da saúde pública, o que nos fez lançar essa campanha permamente, pois queremos saber quais recursos estão disponíveis quando a pessoa descobre a doença e procura o posto de saúde e hospitais públicos.”  Sibeli Gurski, Secretária-Geral da Subseção e Delegada da Caixa de Assistência.

 

OAB/PR – Subseção de São José dos Pinhais


Comentários no Facebook